CURSOS LIVRES

Os cursos livres da EEEMBA são abertos ao público externo. Também conhecidos como cursos de extensão, têm curta duração e apresentam grande diversidade de conteúdo, horários e períodos. Eles podem ser de extensão cultural, de complementação e reforço escolar, de treinamento profissional, aquisição e desenvolvimento de competências de todos os tipos. Visam aperfeiçoar, atualizar, capacitar ou difundir conhecimento.

Conteúdo

Aperfeiçoamento

Custo benefício

Objetividade

Certificação

Presencial

CURSO DE LIGAÇÃO E CORTE
+ INFORMAÇÕES

CURSO DE LIGAÇÃO E CORTE

ligacao-e-corte

O curso qualifica profissionais para auxiliar na ligação e corte de instalação de padrão de entrada de energia, auxiliar na montagem e manutenção de redes secundárias convencional: “nua e concêntrica”, relacionar material de acordo com as normas técnica e de segurança em conformidade com a fornecedora de energia

  • Público alvo

  • Carga horária

    O curso terá a duração de 80 horas.

  • Dias, horário e local

    Segunda-feiras e sextas-feiras (Prof. José Lima)
    Das 08h às 17h

    Local: São Cristovão

  • Material didático

  • Pré-requisitos

    • Idade mínima 18 anos
    • Ensino médio (de preferência)
  • Investimento e Vagas

    R$ —

    — vagas

  • Certificado

    Será fornecido certificado para o participante que tiver aproveitamento e freqüência iguais ou superiores a 75%

  • Qualificação

    A qualificação poderá ser feita nas dependências de sede da instituição, na empresa contratante do curso, ou na cidade onde o curso for realizado, desde que haja público suficiente.

  • Grade curricular resumida

  • Competência adquirida

FORMAÇÃO DE ELETRICISTA DE REDES
+ INFORMAÇÕES

FORMAÇÃO DE ELETRICISTA DE REDES EM 15KV A 34,5KV COM LIGAÇÃO E CORTE

formacao-de-eletricidade-em-redes

O objetivo do curso é preparar, qualificar e certificar mão de obra para atuar em empresas concessionárias de energia elétrica e suas terceirizadas.

  • Público alvo

  • Carga horária

    O curso terá a duração de 280 horas

  • Dias, horário e local

    Segunda-feira a sábado
    das 08h às 17h

    Local: Nazaré (teoria) – Unidade São Cristovão (prática)

  • Material didático

  • Pré-requisitos

    • Idade mínima de 18 anos
    • Ensino médio (de preferência)
  • Investimento e Vagas

    R$ —

    — vagas

  • Certificado

    Será fornecido certificado para o participante que tiver aproveitamento e freqüência iguais ou superiores a 75%

  • Qualificação

    A qualificação poderá ser feita nas dependências de sede da instituição, na empresa contratante do curso, ou na cidade onde o curso for realizado, desde que haja público suficiente.

  • Grade curricular resumida

    • Higiene, Postura e Relações Humanas no Trabalho.
    • Eletricidade Básica; Tecnologia dos Equipamentos.
    • Tecnologia dos Materiais; Ligação e Corte.
    • NR 10 – Módulo Básico
    • NR 10 – Módulo SEP
    • NR 35 – Trabalhos em Altura.
    • Construção, Manutenção de Redes de Distribuição.
  • Competência adquirida

CURSO NR 10 - MÓDULO BÁSICO
+ INFORMAÇÕES

CURSO NR 10 – Módulo básico

curso-nr10-new

O Curso NR-10 Básico é obrigatório para profissionais que trabalham direta ou indiretamente com Baixa e/ou Média Tensão, tendo este curso validade de 2 (dois) anos.

  • Público alvo

  • Carga horária

    O curso terá a duração de 40 horas.

  • Dias, horário e local

    Aos sábados
    das 08h às 17h

    Local: Nazaré

  • Material didático

  • Pré-requisitos

  • Investimento e Vagas

    R$ —

    — vagas

  • Certificado

    Será fornecido certificado para o participante que tiver aproveitamento e freqüência iguais ou superiores a 75%

  • Qualificação

    A qualificação poderá ser feita nas dependências de sede da instituição, na empresa contratante do curso, ou na cidade onde o curso for realizado, desde que haja público suficiente.

  • Grade curricular resumida

  • Competência adquirida

NR 10 – MÓDULO (SEP)
+ INFORMAÇÕES

CURSO NR 10 – MÓDULO (SEP)

curso-nr10-sep
  • Público alvo

  • Carga horária

    O curso terá a duração de 40 horas

  • Dias, horário e local

    Aos sábados
    das 08h às 17h

    Prof .º José Lima

    Local: Nazaré

  • Material didático

  • Pré-requisitos

    • Idade mínima de 18 anos
    • Ensino médio (de preferência)
    • Conhecimento em Eletricidade Básica
  • Investimento e Vagas

    R$ —

    — vagas

  • Certificado

    Será fornecido certificado para o participante que tiver aproveitamento e freqüência iguais ou superiores a 75%

  • Qualificação

    A qualificação poderá ser feita nas dependências de sede da instituição, na empresa contratante do curso, ou na cidade onde o curso for realizado, desde que haja público suficiente.

  • Grade curricular resumida

  • Competência adquirida

ELETRICIDADE BÁSICA
+ INFORMAÇÕES

CURSO DE ELETRICIDADE BÁSICA PREDIAL

eletricidade-basica-predial

O objetivo do curso é preparar de maneira rápida e eficiente, profissionais capazes de planejar e executar instalações elétricas residenciais, prediais e comerciais.

  • Público alvo

  • Carga horária

    O curso terá a duração de 64 horas.

  • Dias, horário e local

    Segunda-feiras e quartas-feiras (Prof. Paulo Sérgio Geambastiani)
    Das 19h às 21h

    Local: Nazaré


    Aos Sábados (Prof. Ednilson Júnior e Eliseu Miranda)
    Das 8h às 17h

    Local: São Cristovão

  • Material didático

  • Pré-requisitos

    • Idade mínima 18 anos
    • Ensino médio (de preferência)
  • Investimento e Vagas

    R$ —

    — vagas

  • Certificado

    Será fornecido certificado para o participante que tiver aproveitamento e freqüência iguais ou superiores a 75%

  • Qualificação

    A qualificação poderá ser feita nas dependências de sede da instituição, na empresa contratante do curso, ou na cidade onde o curso for realizado, desde que haja público suficiente.

  • Grade curricular resumida

    • Noções básicas de eletricidade
    • Grandezas elétricas
    • Circuitos elétricos
    • Magnetização e eletromagnetismo
    • Noções de máquinas elétricas
    • Dispositivos e acessórios para instalações elétricas
    • Simbologias, normas técnicas e de segurança
    • Projeto e execução de instalações elétricas
  • Competência adquirida

MANUTENÇÃO EM BOMBAS CENTRÍFUGAS
+ INFORMAÇÕES

curso de MANUTENÇÃO EM BOMBAS CENTRÍFUGAS API & ANSI

manutencao-em-bombas-centrifugas

O aluno aprenderá a desmontar, fazer levantamento dimensional e montar uma bomba que é usada na indústria química e petroquímica. A norma API 610 (American Petroleum Institute), define que as bombas que atendem a essa especificação, são equipamentos que operam em regime de trabalho pesado, portanto, além de serem equipamentos especiais, requerem profissionais qualificados para fazer as revisões nesses equipamentos.

  • Público alvo

    Profissionais que atuam ou queiram atuar na área de manutenção mecânica (mecânicos, supervisores, técnicos, planejadores, engenheiros, estagiários, trainee, etc.)

  • Carga horária

    O curso terá a duração de 40 horas, distribuídas de seguinte forma:

    • 3 horas de teoria (2,5 %)
    • 37 horas de prática (97,5 %)
  • Dias, horário e local

    Aos sábados
    das 08h às 17h

    Local: Nazaré

  • Material didático

    Será fornecido para cada participante, o material didático necessário para o desenvolvimento do curso.

  • Pré-requisitos

    • Experiência em indústria de pelo menos um ano, ou Ensino médio/curso técnico.
  • Investimento e Vagas

    R$ —

    — vagas

  • Certificado

    Será fornecido certificado para o participante que tiver aproveitamento e freqüência iguais ou superiores a 75%

  • Qualificação

    A qualificação poderá ser feita nas dependências de sede da instituição, na empresa contratante do curso, ou na cidade onde o curso for realizado, desde que haja público suficiente.

  • Grade curricular resumida

    • Escoamento dos fluidos
    • Perda de carga
    • Classificação das bombas
    • Detalhes construtivos
    • Curvas características
    • NPSH/Cavitação
    • Altura manométrica – ponto de operação
    • Associação de bombas – Em série/paralelo
    • Sistemas de bombeamento
    • Tipos de bombas
    • Características de funcionamento
    • Especificação ANSI/API
    • Folha de dados das bombas
    • Vedação (Gaxetas e selo mecânico)
    • Desmontagem de bomba
    • Levantamento dimensional
    • Definição da condição do equipamento
    • Definição da condição do selo mecânico
    • Montagem da bomba e do selo mecânico
    • Emissão do relatório técnico
  • Competência adquirida

ALINHAMENTO À LASER E CONVENCIONAL
+ INFORMAÇÕES

ALINHAMENTO À LASER E CONVENCIONAL

alinhamento-a-laser

O aluno aprenderá a alinhar os eixos de equipamentos rotativos através dos métodos a LASER, radial-axial (Rim and face) e reversão periférica (gráfico). O alinhamento a LASER tem a maior precisão e além de ser a maneira mais rápida e eficaz, atualmente é o método mais usado na indústria química e petroquímica.

  • Público alvo

    Profissionais que atuam ou queiram atuar na área de manutenção mecânica (mecânicos, supervisores, técnicos, planejadores, engenheiros, estagiários, trainee, etc.)

  • Carga horária

    O curso terá a duração de 40 horas, distribuídas de seguinte forma:

    • 3 horas de teoria (2,5 %)
    • 37 horas de prática (97,5 %)
  • Dias, horário e local

    Aos sábados
    das 08h às 17h

    Local: Nazaré

  • Material didático

    Será fornecido para cada participante, o material didático necessário para o desenvolvimento do curso.

  • Pré-requisitos

    Experiência em indústria de pelo menos um ano, ou Ensino médio/curso técnico.

  • Investimento e Vagas

    R$ —

    — vagas

  • Certificado

    Será fornecido certificado para o participante que tiver aproveitamento e freqüência iguais ou superiores a 75%

  • Qualificação

    A qualificação poderá ser feita nas dependências de sede da instituição, na empresa contratante do curso, ou na cidade onde o curso for realizado, desde que haja público suficiente.

  • Grade curricular resumida

    • Introdução
    • Tipos de desalinhamentos
    • O uso da trigonometria
    • Métodos de alinhamentos
    • Cálculo do calço
    • Planejamento e preparação do alinhamento
    • Padrão para desalinhamento máximo
    • Alinhamento Rim and face
    • Alinhamento por reversão periférica – Gráfico
    • Alinhamento a LASER
    • Emissão do relatório técnico
  • Competência adquirida

    Ao término do curso e com aproveitamento igual ou superior a 75%, o cursando estará apto à:

    • Conferir o alinhamento entre um equipamento motriz (móvel) e movido (estacionário) de
    • equipamentos rotativos
    • Definir o método de alinhamento adequado á necessidade do equipamento
    • Definir o desalinhamento máximo admissível
    • Alinhar equipamentos rotativos através dos métodos: Radial e Axial; Reversão Periférica
    • (Gráfico) e a LASER.
    • Emitir relatório de alinhamento do equipamento
INSPEÇÃO DE EQUIPAMENTOS
+ INFORMAÇÕES

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM INSPEÇÃO DE EQUIPAMENTOS

especializacao-em-inspecao-de-equipamentos

O técnico em eletromecânica com especialização em inspeção de equipamentos é um profissional de nível médio, capaz de atuar em diversos seguimentos do setor produtivo, principalmente em indústrias.

  • Público alvo

  • Carga horária

    O curso terá a duração de 40 horas

  • Dias, horário e local

    Segunda à sexta-feira
    das 18h30min às 22h

    Local: —-

  • Material didático

    R$ 14,00

  • Pré-requisitos

    • Idade mínima de 18 anos
    • Ensino médio (de preferência)
    • Conhecimento em Eletricidade Básica
  • Investimento e Vagas

    R$ —

    20 vagas

  • Certificado

    Será fornecido certificado para o participante que tiver aproveitamento e freqüência iguais ou superiores a 75%

  • Qualificação

    A qualificação poderá ser feita nas dependências de sede da instituição, na empresa contratante do curso, ou na cidade onde o curso for realizado, desde que haja público suficiente.

  • Grade curricular resumida

    Revisão de Eletricidade Básica

    • Tensão, corrente, resistência, potência, Leis de Ohm, circuito elétrico, curto-circuito e sobrecarga.

    Normas técnicas e simbologias

    Especificações técnicas dos componentes

    • Fusíveis, relés de proteção e temporizado, contatores, chaves auxiliares do tipo botoeira, chaves auxiliares do tipo fins de curso etc.

    Diagramas de comandos elétricos

    • Projeto, desenho, interpretação e análise.

    Sistemas de partidas de motores

    • Chave magnética para partida direta de motor monofásico e trifásico, chave magnética para partida direta com controle de nível, chave magnética para partida direta com reversão, chave magnética para partida estrela-triângulo, chave magnética para partida compensada.

    Eliminação de defeitos

  • Competência adquirida

    Executar, fiscalizar, orientar e coordenar diretamente serviços de manutenção e reparo de equipamentos eletromecânicos, instalações e arquivos técnicos específicos, bem como conduzir e treinar equipes.
    Prestar assistência técnica e assessoria no estudo de viabilidade e desenvolvimento de projetos e pesquisas tecnológicas, ou nos trabalhos de
    vistoria, perícia, avaliação, arbitramento e consultoria, exercendo dentre outros, as seguintes atividades:

    • Coleta de dados de natureza técnica.
    • Desenho de detalhes e da representação gráfica de cálculos.
    • Elaboração de orçamento de materiais e equipamentos, instalações e mão de obra.
    • Detalhamento de programas de trabalho, observando normas técnicas e de segurança.
    • Execução de ensaios de rotina, registrando observações relativas ao controle de qualidade de materiais e equipamentos eletromecânicos.
    • Regulagem de máquinas, aparelhos e instrumentos de controle de fluidos.
    • Dar assistência técnica na compra, venda e utilização de equipamentos eletromecânicos, assessorando, padronizando, mensurando e orçando.
    • Responsabilizar-se pela elaboração, execução e inspeção de projetos de instalações industriais eletromecânicas.
    • Elaborar, executar e inspecionar instalações industriais de bombeamento de fluidos.
    • Projetar e confeccionar pequenas máquinas.
    • Ministrar disciplinas técnicas de sua especialidade.

    O inspetor de equipamentos é capacitado a analisar os aspectos de projeto, fabricação, montagem, operação e processo de deterioração e desgaste dos equipamentos.

    A formação do inspetor de equipamentos está regulamentada pela NR-13, do Ministério do Trabalho, complementada pelas Portarias 78 e 79 do Instituto Nacional de Metrologia Normalização e Qualidade Industrial – INMETRO, ligado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – MDIC. Através dessa regulamentação, passou a ser exigido que as empresas de médio e grande porte e que possuam ou operem equipamentos tenham em seus quadros inspetores de equipamentos e implantem serviços próprios de inspeção (SPI), aumentando ainda mais a demanda por profissionais certificados neste campo.

ELETRICIDADE BÁSICA
+ INFORMAÇÕES

CURSO DE ELETRICIDADE BÁSICA PREDIAL

eletricidade-basica-predial

O objetivo do curso é preparar de maneira rápida e eficiente, profissionais capazes de planejar e executar instalações elétricas residenciais, prediais e comerciais.

  • Público alvo

  • Carga horária

    O curso terá a duração de 64 horas.

  • Dias, horário e local

    Segunda-feiras e quartas-feiras (Prof. Paulo Sérgio Geambastiani)
    Das 19h às 21h

    Local: Nazaré


    Aos Sábados (Prof. Ednilson Júnior e Eliseu Miranda)
    Das 8h às 17h

    Local: São Cristovão

  • Material didático

  • Pré-requisitos

    • Idade mínima 18 anos
    • Ensino médio (de preferência)
  • Investimento e Vagas

    R$ —

    — vagas

  • Certificado

    Será fornecido certificado para o participante que tiver aproveitamento e freqüência iguais ou superiores a 75%

  • Qualificação

    A qualificação poderá ser feita nas dependências de sede da instituição, na empresa contratante do curso, ou na cidade onde o curso for realizado, desde que haja público suficiente.

  • Grade curricular resumida

    • Noções básicas de eletricidade
    • Grandezas elétricas
    • Circuitos elétricos
    • Magnetização e eletromagnetismo
    • Noções de máquinas elétricas
    • Dispositivos e acessórios para instalações elétricas
    • Simbologias, normas técnicas e de segurança
    • Projeto e execução de instalações elétricas
  • Competência adquirida

COMANDOS ELÉTRICOS - BÁSICO
+ INFORMAÇÕES

CURSO BÁSICO DE COMANDOS ELÉTRICOS

manutencao-em-bombas-centrifugas

O objetivo do curso é preparar profissionais para compreender o funcionamento e executar instalações e manutenção em circuitos e comandos elétricos.

  • Público alvo

  • Carga horária

    O curso terá a duração de 40 horas

  • Dias, horário e local

    Aos sábados
    das 08h às 12h

    Local: Nazaré

  • Material didático

    R$ 14,00

  • Pré-requisitos

    • Idade mínima de 18 anos
    • Ensino médio (de preferência)
    • Conhecimento em Eletricidade Básica
  • Investimento e Vagas

    R$ —

    20 vagas

  • Certificado

    Será fornecido certificado para o participante que tiver aproveitamento e freqüência iguais ou superiores a 75%

  • Qualificação

    A qualificação poderá ser feita nas dependências de sede da instituição, na empresa contratante do curso, ou na cidade onde o curso for realizado, desde que haja público suficiente.

  • Grade curricular resumida

    Revisão de Eletricidade Básica

    • Tensão, corrente, resistência, potência, Leis de Ohm, circuito elétrico, curto-circuito e sobrecarga.

    Normas técnicas e simbologias

    Especificações técnicas dos componentes

    • Fusíveis, relés de proteção e temporizado, contatores, chaves auxiliares do tipo botoeira, chaves auxiliares do tipo fins de curso etc.

    Diagramas de comandos elétricos

    • Projeto, desenho, interpretação e análise.

    Sistemas de partidas de motores

    • Chave magnética para partida direta de motor monofásico e trifásico, chave magnética para partida direta com controle de nível, chave magnética para partida direta com reversão, chave magnética para partida estrela-triângulo, chave magnética para partida compensada.

    Eliminação de defeitos

  • Competência adquirida

    Ao término do curso e com aproveitamento igual ou superior a 75%, o cursando estará apto à:

    • Desmontar uma bomba centrífuga
    • Avaliar a sua condição quanto ao controle dimensional e o seu estado de conservação
    • Avaliar a condição do selo mecânico e relacionar os componentes passíveis de
    • recuperação e ou substituição
    • Montar o selo mecânico da bomba, especificando a pressão de trabalho para selo
    • componente
    • Montar a bomba com seus diversos componentes (rolamentos, retentores, impelidor,
    • acoplamento, etc.)
    • Emitir relatório de revisão do equipamento
FORMAÇÃO DE ENCANADORES E CALDEIROS
+ INFORMAÇÕES

CURSO DE FORMAÇÃO DE ENCANADORES E CALDEIREIROS

fomacao-caldeireinos-encanadores

O aluno aprenderá —

  • Público alvo

    Estudantes e profissionais interessados na indústria de construção e montagens.

  • Carga horária

    Carga horária total de 128 horas. Sendo 96 horas de aulas teóricas e aulas práticas com a duração de 32 horas.

  • Dias, horário e local

    A primeira turma as terças e quintas-feiras das 14h às 17h
    A outra aos sábados das 08h às 12h

    Local: Centro de instrução da Escola de Engenharia Eletro-mecânica em São Cristóvão

  • Material didático

  • Pré-requisitos

    Experiência em indústria de pelo menos um ano, ou Ensino médio/curso técnico.

  • Investimento e Vagas

    R$ —

    — vagas

    A EEEMBA se reserva ao direito de não realizar o curso caso não haja alunos suficiente para formar uma turma.

  • Certificado

    Será fornecido certificado para o participante que tiver aproveitamento e freqüência iguais ou superiores a 75%

  • Qualificação

    A qualificação poderá ser feita nas dependências de sede da instituição, na empresa contratante do curso, ou na cidade onde o curso for realizado, desde que haja público suficiente.

  • Grade curricular resumida

    • Matemática básica
    • Metrologia básica
    • Leitura e interpretação de desenho
    • Tubulações industriais
    • Noções de desenho isométrico
    • Traçados de caldeiraria e aulas práticas
  • Competência adquirida

INVERSORES DE FREQUÊNCIA
+ INFORMAÇÕES

CURSO DE INVERSORES DE FREQUÊNCIA

inversores-de-frequencia

Os inversores de frequência incorporam a mais avançada tecnologia mundialmente disponível para acionamento de motores CA de baixas, médias e altas potências. Sua concepção está aliada ao avanço da eletrônica de potência e das técnicas avançadas de controle.
Este curso tem como objetivo desenvolver aos participantes noções sobre o funcionamento dos inversores de frequência e aplicações.

  • Público alvo

  • Carga horária

    O curso terá a duração de 40 horas

  • Dias, horário e local

    Aos sábados
    das 08h às 12h

    Local: Nazaré

  • Material didático

    R$ 14,00

  • Pré-requisitos

    • Idade mínima de 18 anos
    • Ensino médio (de preferência)
    • Conhecimento em Eletricidade Básica
  • Investimento e Vagas

    R$ —

    20 vagas

  • Certificado

    Será fornecido certificado para o participante que tiver aproveitamento e freqüência iguais ou superiores a 75%

  • Qualificação

    A qualificação poderá ser feita nas dependências de sede da instituição, na empresa contratante do curso, ou na cidade onde o curso for realizado, desde que haja público suficiente.

  • Grade curricular resumida

    Revisão de Eletricidade Básica

    • Tensão, corrente, resistência, potência, Leis de Ohm, circuito elétrico, curto-circuito e sobrecarga.

    Normas técnicas e simbologias

    Especificações técnicas dos componentes

    • Fusíveis, relés de proteção e temporizado, contatores, chaves auxiliares do tipo botoeira, chaves auxiliares do tipo fins de curso etc.

    Diagramas de comandos elétricos

    • Projeto, desenho, interpretação e análise.

    Sistemas de partidas de motores

    • Chave magnética para partida direta de motor monofásico e trifásico, chave magnética para partida direta com controle de nível, chave magnética para partida direta com reversão, chave magnética para partida estrela-triângulo, chave magnética para partida compensada.

    Eliminação de defeitos

  • Competência adquirida

    Executar, fiscalizar, orientar e coordenar diretamente serviços de manutenção e reparo de equipamentos eletromecânicos, instalações e arquivos técnicos específicos, bem como conduzir e treinar equipes.
    Prestar assistência técnica e assessoria no estudo de viabilidade e desenvolvimento de projetos e pesquisas tecnológicas, ou nos trabalhos de
    vistoria, perícia, avaliação, arbitramento e consultoria, exercendo dentre outros, as seguintes atividades:

    • Coleta de dados de natureza técnica.
    • Desenho de detalhes e da representação gráfica de cálculos.
    • Elaboração de orçamento de materiais e equipamentos, instalações e mão de obra.
    • Detalhamento de programas de trabalho, observando normas técnicas e de segurança.
    • Execução de ensaios de rotina, registrando observações relativas ao controle de qualidade de materiais e equipamentos eletromecânicos.
    • Regulagem de máquinas, aparelhos e instrumentos de controle de fluidos.
    • Dar assistência técnica na compra, venda e utilização de equipamentos eletromecânicos, assessorando, padronizando, mensurando e orçando.
    • Responsabilizar-se pela elaboração, execução e inspeção de projetos de instalações industriais eletromecânicas.
    • Elaborar, executar e inspecionar instalações industriais de bombeamento de fluidos.
    • Projetar e confeccionar pequenas máquinas.
    • Ministrar disciplinas técnicas de sua especialidade.

    O inspetor de equipamentos é capacitado a analisar os aspectos de projeto, fabricação, montagem, operação e processo de deterioração e desgaste dos equipamentos.

    A formação do inspetor de equipamentos está regulamentada pela NR-13, do Ministério do Trabalho, complementada pelas Portarias 78 e 79 do Instituto Nacional de Metrologia Normalização e Qualidade Industrial – INMETRO, ligado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – MDIC. Através dessa regulamentação, passou a ser exigido que as empresas de médio e grande porte e que possuam ou operem equipamentos tenham em seus quadros inspetores de equipamentos e implantem serviços próprios de inspeção (SPI), aumentando ainda mais a demanda por profissionais certificados neste campo.